O Futuro da Web: onde estaremos daqui a 5 anos?

Ontem, o blogger Cameron Chapman publicou no blog Noupe (www.noupe.com) um excelente artigo sobre o futuro da web nos próximos 5 anos. Compartilho abaixo minha tradução / resumo:

___

O ano de 2009 está no final e nos perguntamos – o que o futuro nos trará ? – já que não podemos prever o futuro, avaliamos alguns indicadores que podem nos ajudar a olhar na direção certa:

Existe uma tonelada de novas tecnologias maduras o suficiente para maiores desenvolvimentos nos próximos anos. Mídia social e aplicativos relacionados definitivamente estarão na vanguarda da internet por um longo tempo. Mas diversas outras tecnologias estão à beira de se tornar líderes, devido a maior aceitação social ou avanços no hardware ou aplicativos. Leia a seguir 15 previsões sobre o futuro da web:

1. Micro-pagamentos, para conteúdo de qualidade

Algumas empresas já estão entrando na arena dos micro-pagamentos. Muitos sistemas acumulam um grande número de pequenos pagamentos antes de fazerem um único grande pagamento, mas isso pode mudar no futuro, quando você poderá se creditar individualmente de cada pequeno pagamento realizado na web por um serviço que você oferece, ao invés de ter que aguardar o acúmulo de valores para recebê-los.

Esta modalidade poderá ser adotada por revistas e serviços de notícias, assim como artistas e outros criadores de conteúdo. Atualmente essa modalidade é muito usada por games online, com muita gente ganhando dinheiro assim.

Os micro-pagamentos poderão estar claramente relacionados a pagamentos móveis via celular, que poderá abrir uma nova área de oportunidades econômicas, pois viabilizará recebimentos e pagamentos de valores muito baixos.

2. Monitores mais largos, para mais conteúdo com scroll horizontal

Os monitores continuam crescendo, hoje em dia qualquer computador básico já vem com monitor wide-screen de 17 polegadas ou mais. Com monitores wide-screen sempre se tem mais espaço na tela do que é necessário para uma aplicação ou conteúdo web ser apresentado. Isso fará mais sentido quando os websites melhor se adaptarem a fazerem maior uso de scrolls horizontais do que o padrão atual que é vertical. Esta visão horizontal fará mais sentido para sites com conteúdo multimídia do que texto.

3. Revistas em formatos mais atrativos (wiki, video ditital, etc)

Ainda existem dúvidas se as maiores revistas impressas ainda estarão sendo publicadas nos próximos anos. Revistas, por sua facilidade de serem levadas manualmente de um lado para o outro, ofereciam conteúdo variado de entretenimento e notícias por um preço acessível. Hoje em dia, com a mobilidade oferecida por novos dispositivos cada dia mais completos e relativamente baratos, a vantagem apresentada acima para as revistas está sendo rapidamente superada, com muito mais agilidade e dinamismo.

Essa tendência está forçando a todas as mídias impressas a marcarem fortemente suas presenças online.

4. Mais conteúdos colaborativos e em tempo-real.

A internet sempre foi usada por pessoas geograficamente distantes como ferramenta de colaboração. Mas recentemente as mídias sociais criaram um novo nível de colaboração.

À medida que a banda-larga se torna amplamente disponível, projetos colaborativos se tornam maiores e mais frequentes. Atualizações em tempo-real e interação torna viável o trabalho em coisa num ambiente colaborativo.

Alguns projetos podem ser formados por um pequeno grupo de pessoas que já se conhecem, enquanto outros irão juntar centenas ou milhares de participantes que até então eram estranhos. Não haverão limites para esta colaboração.

Tecnologias que permitiam colaboração já existiam há anos, compartilhamento de arquivos sempre fez parte da web, ferramentas diversas existem para colaboração. Muitos serviços permitem aos usuários se comunicarem em tempo-real por áudio, vídeo ou chat. Melhorias para essas tecnologias deverão continuar e novas tecnologias serão desenvolvidas.

5. Mais conteúdos semânticos e aplicações que os explore

Teorias e sugestões para fazer da web um ambiente que, pelo menos tente, recriar algum grau de inteligência-artificial, criando aplicações que possam interpretar informações como se fosse um humano. Convenções para tags semânticas que permitirá que os aplicativos e serviços online gerem códigos que façam mais sentido, tornando-os mais intuitivos e facilitando ao usuário comum encontrar o que procura na web.

Tags semânticas e convenções de codificação são áreas mais propensas a ganhar força propulsora nos próximos anos.

Muitos designers já estão aplicando esses conceitos em seus códigos, o que traz diversos benefícios tanto para usuários quanto para desenvolvedores.

6. Realidade aumentada em aplicações móveis para web

Já que a maioria dos celulares possuem câmeras, é natural que agora seus usuários queiram tirar maior proveito disso do que simplesmente tirar fotos. Com uso de realidade aumentada as aplicações poderão oferecer uma enorme gama de novos recursos, desde encontrar caminhos quando estiver perdido na rua, até identificação de pessoas pela foto de seu rosto, o que traz muitas preocupações no que se refere a segurança e privacidade, pois softwares de reconhecimento facial estão a cada dia se tornando mais eficientes, e futuramente se instalados em dispositivos móveis poderão ser motivo de preocupação para muitos, pois poderão ser realizadas buscas e referencias a redes sociais em busca de informações sobre a pessoa logo ali do outro lado da rua. Apesar de parecer ficção científica, alguns aplicativos ainda rudimentares nessa área já existem, e novos surgirão.

7. Melhor adoção dos web standards

Com o uso de novos dispositivos e novos browsers, padronizações vaão se tornando a cada dia mais importantes. Design baseado em padrões terão de ser adotados nos próximos anos.

8. Maior segurança na web contra phishing, scams e spam

Segurança na web é uma preocupação constante aos provedores de websites. Desde scammers se passando por consumidores legítimos, e-mails falsos em busca dos dados dos usuários, spammers disparando e-mails em massa com os mais diversos conteúdos, todos somos bombardeados diariamente por pessoas em busca de nossos dados pessoais para serem usados de diversas maneiras contra nós.

Empresas de hospedagem, donos de websites, instituições financeiras e outros envolvidos em transações eletrônicas estão constantemente aprimorando sua segurança. Com maior consciência dos consumidores sobre como identificar tais tipos de fraudes, a maioria desses casos não serão mais motivos de preocupação nos próximos anos, o que não significa que novas táticas não irão surgir para substituir as atuais.

9. Ainda mais aplicações sociais

As mídia sociais não estão indo a lugar algum. Enquanto muitos acreditam já foram longe demais, outros acreditam que ainda estão na sua infância. Acredito que ainda exista espaço para novas aplicações, novas plataformas e novas idéias no mundo das mídias sociais. Uma área madura pronta para receber melhorias e larga adoção são os mundos virtuais, visto que existem diversas aplicações para crianças nessa categoria que brevemente serão jovens e adultos que estarão confortáveis em plataformas desse tipo. Mundos virtuais poderão se tornar a vanguarda das mídias sociais.

Categoria nessa área que está pronta para expansão são os agregadores de conteúdo. Eventualmente, serviços não irão somente agregar conteúdo dos websites que o usuário participa como também irá apresentar estas informações de modo útil para seus seguidores.

Nichos de redes sociais continuarão a crescer. Existem redes sociais para praticamente qualquer tipo de nicho, e continuará a existir. Muitas empresas e organizações estão criando redes sociais para seus colaboradores e consumidores. Enquanto algumas são um grande sucesso com milhares de usuários, outras morrem rapidamente e são substituídas ou por outras rede-sociais ou por redes de objetivo mais genérico.

10. Mais programas de “tv” online de alta qualidade.

Programas de TV desconhecidos da mídia tradicional fazem sucesso na web. Muitos deles criados com pessoas desconhecidos e recursos muito menores, ganham larga audiência na web.

Enquanto os vídeos online de ficção, como Star Trek New Voyages, ainda estão engatinhando, muitos vídeo blogs informativos já estão no ar há algum tempo.

11. Aplicações web ganham maior importância no dia-a-dia das pessoas

Aplicações web já fazem parte do dia-a-dia de muitas pessoas. Mas à medida que mais aplicações se tornam disponíveis online e softwares tradicionais se movem para web com melhorias ou modelos somente para web, mais usuários irão aderir quase que exclusivamente aos aplicativos para web.

Um dos maiores fatores responsáveis por esta tendência é o amplo acesso à web móvel. Poder acessar seus documentos e executar tarefas em seus aplicativos de qualquer lugar é uma grande vantagem para muitos usuários. Muitas oportunidades estão surgindo para trabalhadores móveis, que não estarão presos a um único lugar, nem mesmo a um único computador.

Claro que podem existir desvantagens potenciais em usar somente aplicações web, pois já houveram casos de aplicações web ou serviços que quebraram e perderam dados de seus clientes. Sites fora do ar é outro fator crítico que podem ter um enorme impacto se backups off-line não forem possiveis. Até que esses obstáculos sejam superados, aplicações web continuarão terão de encarar resistência do usuário para aplicações críticas.

12. Otimizações para mecanismos de busca serão menos importantes

Otimizações para mecanismos de busca poderão se tornar menos importantes no futuro conforme os usuários confiarem mais em recomendações e mídias sociais na busca por informações. Atualmente muita gente já faz questionamentos no Twitter ou Facebook ao invés do Google. Isso significa que conteúdo de alta qualidade e usabilidade se tornarão ainda mais importantes, já que pessoas recomendarão mais um site se o julgarem fácil de usar e útil. Mesmo os mecanismos de busca se tornarão mais espertos, ou seja, conseguirão discernir melhor qual o conteúdo de um site é mais útil para determinado usuário.

13. Seu sistema operacional será online

Apesar de seu computador ainda armazenar alguns arquivos, o futuro dos sistemas operacionais irá crescentemente se basear em arquivos na web. Em outras palavras, sem acesso à internet as funcionalidades de seu computador serão extremamente limitadas.

O Chrome OS do Google parece ser o primeira iniciativa realmente séria nesta área, apesar de existirem outras iniciativas na área, qualquer uma delas ainda demorará um tempo para se tornarem reais e viáveis, principalmente devido aos aplicativos utilizados, de diferentes fornecedores, que também precisarão ir para web para permitir seu uso efetivo.

14. Interfaces de usuário customizadas

Conforme as aplicações web começam a fazer parte de nossa rotina diária, interfaces de usuário também seguirão a mesma linha. Se capaz de se adaptar à experiência do usuário conforme a necessidade de cada um será algo de grande valor. Muitos sites atuais já permitem fazer customizações no que você vê, como você vê e também como você interage com as informações.

Em alguns casos, estão sendo usados plug-ins para ajustar a interface do browser ao conteúdo dos websites.

15. A internet será a central de informações e distribuição de conteúdo

Isso, em larga escala, é o que já está acontecendo. A internet quase sempre foi a maior ponto de distribuição de informações, o que só irá crescer no futuro. Editores, produtores de mídia e outros criadores de conteúdo já estão adaptando à web para tornar seus produtos visíveis para uma audiência maior. Nos próximos anos, a web poderá completamente substituir mais métodos já estabelecidos de distribuição de conteúdo.

Jornais e revistas serão os primeiros a serem substituídos. Não tão longe, TV e filmes. Cinemas provavelmente não serão totalmente substituído pela web por muito tempo ainda, mas muito mais pessoas estarão alugando ou comprando filmes online do que em DVD ou outra mídia física.

Livros são uma estória diferente, pois têm valor sentimental. Por um ponto de vista prático, um eBook (como Kindle e outros) não é muito diferente de um livro de papel. A mudança para os amantes da leitura ainda está por vir. Claro que isso não irá alterar o modo como a internet está atuando na área de distribuição de livros. O mercado de e-Books continuará a crescer nos próximos anos, já que novos leitores optarão por essa modalidade ao invés do tradicional livro de papel. Normalmente serão vendidos livros de papel para coleções, enquanto os e-Books dominarão os materiais de leitura diária.

Essa migração para a internet vai afetar profundamente o modo como a mídia é produzida e consumida, se tornando mais interativa e colaborativa, e devido às facilidades de entrar nela, novos atores participarão em virtualmente todos os métodos de produção e distribuição de conteúdo. A sacudida irá afetar muito mais do que apenas a maneira como a informação é disseminada.

___

Para quem quizer ler o post original, segue o link:

The Future Of The Web: Where Will We Be In Five Years?
http://www.noupe.com/trends/the-future-of-the-web-where-will-we-be-in-five-years.html

Sobre o autor: http://cameronchapman.com/resume/